Entrar

Exclusivo para Sócios FGCT

Entrevista com o Davi Pivato, campeão gaúcho de Fossa Olimpica

Na Fossa minha maior conquista foi ser Campeão Brasileiro em 2008, considero uma conquista também poder representar o Brasil no exterior. E minha última foi ser Campeão Gaúcho esse ano, título muito importante para mim.

1 - Nome, idade, local onde mora?
Davi Pivato, 28 anos, Veranópolis - RS (na foto com o troféu de campeão gaúcho 2011).

2 - Profissão?
Trabalho na Gráfica Reúna em Veranópolis.

3 - Como começou a atirar?
Meu pai sempre foi caçador legalizado, então eu já era familiarizado com o tiro. Toda vez que havia prova de tiro aqui em Veranópolis eu pedia para ele me levar olhar, até que um dia um grupo de amigos dele foi dar uns tiros e pediram sua espingarda emprestada. Meu pai emprestou a espingarda e pediu para que me levassem junto para dar alguns disparos, já que ele não praticava o esporte e eu só incomodava querendo atirar. Falou que se de 10 disparos eu acertasse três pratos me daria uma espingarda e eu poderia começar a atirar. Atirei e acertei sete pratos, então em 1996, com 13 anos, ganhei minha primeira espingarda e comecei a atirar.

4 - Local onde treina e com que frequencia?
Geralmente treino em Veranópolis uma vez por semana, mas procuro treinar em Bento Gonçalves também,
pois lá tenho companhia para atirar e amigos que me apóiam e auxiliam quando preciso.

5 - como foi ganhar o título de Fossa olímpica este ano?
O ano de 2011 foi muito importante para mim e um dos anos que mais me dediquei ao tiro. Foi o ano que melhor atirei até hoje, sempre com o objetivo de dar o melhor de mim e como conseqüência buscar vitórias. Comecei o ano atirando muito bem e logo subi no Ranking Gaúcho e Brasileiro, obtive meus maiores resultados, porém em algumas provas importantes não consegui manter esses resultados, com isso perdi algumas oportunidades. Mesmo assim consegui uma média expressiva no ano e conquistei o Campeonato Gaúcho de Fossa Olímpica, o qual disputei com excelentes atiradores e acima de tudo amigos. Devo muito dos meus resultados esse ano a dois amigos que me ajudaram muito, Moacir Bortolini e Carlos Costa.

6 - Quais suas maiores conquistas no tiro esportivo?
Atirei por 11 anos Trap Americano, no qual obtive algumas conquistas importantes na categoria Junior e posteriormente Sênior. Uma conquista que me marcou muito foi a primeira vez que acertei 100 pratos no Trap no ano de 1997, foi quando ganhei a espingarda que atiro até hoje, do meu avô Modesto e de um amigo. Em 2007 passei atirar Fossa Olímpica, com o apoio do Sr. Elias Ruas Amantino, que me levou para essa modalidade e sempre me incentivou para a prática do esporte. Na Fossa minha maior conquista foi ser Campeão Brasileiro em 2008, considero uma conquista também poder representar o Brasil no exterior. E minha última foi ser Campeão Gaúcho esse ano, título muito importante para mim.

7 - Quais os objetivos para o próximo ano?
Para 2012 meu objetivo é continuar atirando, sempre procurando dar o meu melhor. Vou treinar e me dedicar com o objetivo de atirar provas importantes. E sempre atirarei o Campeonato Gaúcho, o qual é muito importante para nós.

Fique informado

Cadastre-se e receba as últimas novidades da FGCT


Receber em HTML?

Visitantes

227078
HojeHoje89
SemanaSemana3777
MêsMês22417
Seu IP: 107.21.16.70

Federação Gaúcha de Caça e Tiro © Copyright | Todos os direitos reservados